De fato, um recomeço.

Eu tinha um certo hábito (muito) ruim de interagir com as pessoas que em minha mente, pareciam se inferiores a mim. Isso era horrível, porque eu acabava não interagindo com ninguém, apenas com pessoas que eu simpatizava e que tinha um gosto musical em comum comigo.
E nisso se passa alguns anos e eu estou aqui crescida (mentalmente falando), superando tudo que temia.

Eu sou um protótipo. Um protótipo em testes. Aliás, todos somos. Ainda estou em testes, só que os testes mais difíceis e mais vulneráveis a uma falha, já se foram. Meu ferro nesta versão não enferujou, não fedeu, não falhou. Estou aos poucos me tornando blindada a qualquer tipo de dano.

Estou aprendendo a sobreviver sozinha nessa selva de pedra que chamam de vida. Está sendo maravilhoso, me atacam e eu consigo atacar com minhas armas, consigo enxergar o que há em meu redor. É maravilhoso, maravilhoso, maravilhoso! Consigo andar livre, respirar esse ar poluído que te faz se sentir nesse mundo capitalista besta o suficiente mas você consegue!!! É íncrivel, consigo ser eu mesma, sem dó na consciência, sem dor.

Há muitas coisas que precisam ser consertadas ainda, óbvio, a vida não é perfeita, estamos longe de haver algo perfeito conosco, mas o que eu, autora desse texto, puder fazer que minha vida esteja “quase lá”, eu farei.

P.S.: Sei que muitos que leem meus textos, acham que são todos sobre a mesma coisa, hm eram. Afinal, isso é o começo de uma nova era.

Beijos de sua autora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s