Duas estrelas, a resposta.

Eu estou sem óculos, eu não consigo enxergar totamente as coisas mas aqui no meu céu das duas e vinte e poucas da manhã, o céu continua explendido, e só consigo admirar duas estrelas, as duas distantes uma da outra mas mesmo assim elas continuam a brilhar, mesmo distantes, mesmo com as nuvens embaixo que atrapalham a admiração, e mesmo sem a lua perto delas, elas continuam a brilhar.

E continuamos a brilhar, mesmo com todas essas nuvens e ainda que haja o seu brilho, o mesmo alimentará o meu também e assim será para sempre. Porque meu bem, uma estrela brilha muito pouco, e duas estrelas brilham o infinito que elas quiserem alcançar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s