Livro da vez: Divergente

Para quem tá sentindo algum déficit de sagas porque já leu todas que tem na livraria, o livro Divergente da autora Katherine Roth é uma boa pedida.
Eu ainda estou no meio do livro mas estou achando o livro encantador, sem mocinhas chatas, romances chatos, aventurinhas bobas, pelo ao contrário, o livro é bem dinâmico e quando você vê já leu cinco capítulos em pouco tempo.

O livro conta sobre uma garota chamada Beatrice Prior que vive numa Chicago futurista, uns cem anos depois dos dias atuais, e a sociedade é dividida em cinco facções -Audácia, Abnegação, Amizade, Erudição e Franqueza-, cada uma culpa um fator pela desordem mundial.
Nossa protagonista até seus desesseis anos viveu na facção Abnegação com seus pais, porém como todo jovem com sua idade, tem que fazer um teste para a facção que  para ver qual ela realmente pertence mas Beatrice não é como os outros adolescentes, o teste não funcionou para ela, então ela é uma Divergente e pessoas assim são uma ameaça e ai eu não posso mais continuar se não perde toda a graça!

image

Quem se interessou? Comenta ai em baixo e quem já leu, o que achou?

Bisos!

Arrá! Saiu o poster do filme “A Culpa é das Estrelas”

Galera que adora os livros do John Green como eu, ai meu deus!!! Acabou de sair fresquinho o porter de um dos livros mais queridos atualmente do John Green, a culpa é das estrelas, que como todos já sabem, irá virar filme.

E quem não conhece a história, pra mim pelo menos foi baque porque não estava acostumada a ler esse tipo de história, fala sobre uma garota chamada Hazel que tem um câncer terminal logo ela não tem motivação para viver, fazer amigos, acordar, etc. porque acha que irá morrer e não quer ser um peso na vida de ninguém. História vai e história vem, até que sua mãe que só vive em função a ela força a ir a um grupo de apoio com garotos da idade dela com cânceres que nem ela, e então ela conhece o Gus, um garoto com um câncer que o fez amputar a perna e que irá muda a vida de nossa querida Hazel completamente.

É uma história de emoção, com significado grande e que nos dá esperança, tendo câncer ou não. Recomendo a todos.

E já falo que quem deixar de ler pra ver no cinema leva um pacote de papel higiênico pra enxugar as lágrimas porque esse filme promete!!! Se já até no primeiro poster oficial do filme me emocionou o que fará a jossa do filme.

Enfim espero que estejam tão ansiosos quanto estou.

Okay? 
Okay,
Arietha

10 mandamentos: do namoro

Primeiro: Nosso coração está a seu cuidado, ele é todo seu. Não o maltrate, jogando na cama, e nem o dando como brinquedo para cachorro. Cuide-o como se fosse seu objeto mais precioso.

Segundo: Nos entenda, mas não faça mais perguntas do que o essencial. Se estivermos num momento díficil, não insista de uma vez para conta-los. (pricipalmente na TPM)

Terceiro: A regra do nem tanto. Seja romântico mas “nem tanto”(nas horas certas). Seja possessivo mas “nem tanto” (quando queremos ser sua). Seja grudento mas “nem tanto” (quando estamos carentes). Se chocolate enjoa, imagina namoro com exageros, vamos com calma.

Quarto: Nos surpreenda. Com presentes, jantares, cartas, etc. Pelo menos uma vez no mês.

Quinto: Não faça algo achando que será recíproco. Há coisa pior que ser cobrado para fazer o que seu parceiro fez de volta pelo mesmo?

Sexto: Se perceber que nós estamos realmente na sua, não nos traía, decepcione, minta ou parta nosso coração (acho que não preciso ser mais clara né?).

Sétimo: Confiar para ser confiado. Pare de cismar com a amiga dele, ou você pare de fazer o mesmo com o amigo dela. Ambos tem amigos de sexos opostos, temos que aprender lidar com isso (mas também se @ amiguinh@ tiver te provocando…).

Oitavo: Não seja egoísta. Você está num relacionamento a dois, não você e seu umbigo mas sim você e sua namorada, então não banque o egoísta e faça tudo à seu modo, pense no lado dela também.

Nono: Não fiquem terminando por coisinhas boba e nhénhénhé, isso é coisa de namoro de crianças de 8 anos.

Décimo: Acima de tudo nos ame. E ame muito!

Espero que tenham gostado dos meus mandamentos, foi meio complicadinho mas acho que ficou até que com nexo.

Bisos bisos,

Arietha

Um novo dia, uma nova reflexão

Então eu acordei, me espreguicei, fiz toda aquela rotina de pós-sono e após isso, fiquei pensando um pouco na minha vida e as coisas que ocorrem ao meu redor.
Engraçado, eu me sinto ultimamente tão fora do ar e tão dentro de mim, isso não é ruim, isso é ótimo. Fora do ar que vos digo é,  fora do mundo que eu queria estar, o meu mundo utópico e estar fora dele é tão bom que eu nem me ocupo mais pensando no que deveria estar acontecendo dentro dele, e no que está fora, eu domino, eu conheço, é meu território pleno.
A vida é cheia disso né? Cheio de mudanças e tal. Do nada eu mudei e os antigos personagens que participavam da minha vida também mudaram, fazendo que não alimentasse a minha saudade e consequentemente, me maguando por não estar com eles. Não os esqueci e nem os esquecerei, apenas como se diz no inglês “carry on”, seguindo em frente, em um mundo diferente.
E naquele momento em que você ouve o eco em sua mente, não é o momento para que você fique repetindo “ECO?! ECO?!”, é que nem estar em um quarto vazio, sempre haverá eco, e é você quem vai ter que se livrar disso, porque não é possivel viver num quarto vazio, você tem que colocar seu guarda-roupa, sua cama, sua estante, seus livros e assim é a mesma coisa com a nossa mente, temos que ir nos ocupando com outras coisas colocando as coisas passadas separadas num canto e renovar.
Conhecer novas pessoas, novos lugares e fazendo com que ocupem mais lugar em sua mente, ou seja, criando novas “distrações”, e assim você cria um novo mundo, um mundo não apenas seu, porque você aprende que o mundo não é só apenas seu, aos poucos aprendemos que existem individuos que você terá que conviver e vinte quatro horas por dia você convive com as pessoas e percebe que o mundo não pode ser apenas seu, mas sim, nosso entretanto isso não tira a nossa liberdade de criar sempre algo mais harmônico para o nosso ego.

Onde os pássaros não cantam?

Ainda não amanheceu, e ainda que amanheça, o canto dos pássaros me cerca. Esse canto me faz fechar os olhos, poderia imaginar estar em todos os lugares, ora, me diga um lugar no mundo onde os pássaros não cantam? 
Me sinto em férias em Orlando e ao mesmo tempo como um croissant em Paris, aonde mais ir? 
Quando estou com os olhos fechados, não preciso de trens e nem aviões para me lovomover, apenas preciso de um canto que vocês já sabem de quem são.
Canto que me faz mais livre que o mesmo ato de voar e que me faz fechar os olhos novamente para mais uma aventura e…

(dormi)

(bisos bisos)

Duas estrelas, a resposta.

Eu estou sem óculos, eu não consigo enxergar totamente as coisas mas aqui no meu céu das duas e vinte e poucas da manhã, o céu continua explendido, e só consigo admirar duas estrelas, as duas distantes uma da outra mas mesmo assim elas continuam a brilhar, mesmo distantes, mesmo com as nuvens embaixo que atrapalham a admiração, e mesmo sem a lua perto delas, elas continuam a brilhar.

E continuamos a brilhar, mesmo com todas essas nuvens e ainda que haja o seu brilho, o mesmo alimentará o meu também e assim será para sempre. Porque meu bem, uma estrela brilha muito pouco, e duas estrelas brilham o infinito que elas quiserem alcançar.

Livro da vez: Gossip Girl – Eu Mereço!

Oie gente! Desculpem por estar tanto tempo sem postar algo, estive doente 😦

 

Enfim, cá estou novamente! E dessa vez estou postando o livro que estou lendo atualmente, que dessa vez vai demorar um pouco, estou entrando em semana de prova e estarei estudando para as mesmas e estarei sem muito tempo para dedicar às minhas leituras

 

Estou começando ainda a ler mas estou adorando já o 4° livro, por começar que o revendedor de maconha do Nate deixou ele na mão!

 

Eis aqui a sinopse pra quem se interessar na leitura:


Serena está totalmente apaixonada por Aarom, Vanessa e Dan parecem dois pombinhos melosos, Jenny encontra uma nova paixão e Blair está de volta à ativa, flertando com um homem mais velho, que pode ser o seu passaporte para Yale. Até mesmo Nate se depara com um novo romance na clínica de reabilitação para onde é enviado depois de ser flagrado em ação no Central Park. Muito açucarado? Pode esquecer… Depois da Fashion Week de Nova York, na qual todos os personagens acabam se envolvendo de uma forma ou outra, o clima de amor está no ar é soterrado junto com a neve que castiga a cidade. Traição, mentiras, fama, rompimentos e beijos entre meninas são só alguns dos ingredientes deste novo volume da série. Nada que escape ao olhar atento de cada vez mais misteriosa Gossip Girl.”

 


Espero que vocês tenham gostado, e quando eu acabar de lê-lo, vou postar a resenha aqui!

Acho que no próximo post venho resenhar sobre o Teorema de Katherine, mais do meu querídissimo John Green 🙂

 

Bisos bisos